pages/sobre/model.php1História - Secretaria municipal de Educação - Ouro Preto

História

A atual Escola Municipal Padre Carmélio Augusto Teixeira, funcionava à Rua D. Helvécio, 428, Bairro das Cabeças, com a denominação: Instituto Barão de Camargo”, para atender os alunos internos da FEBEM.

Aos 26 (vinte e seis) dias do mês janeiro de 1979, foi transferida para o Bairro São Cristóvão, à Rua Professor Alberto Barbosa, 36, para atender alunos da localidade, tendo como diretora a professora Eunice Teixeira.

Em outubro de 1986, a Prefeitura Municipal de Ouro Preto, construiu o prédio da referida Escola, que passou a funcionar no ano seguinte à Rua Pirita, 55, Bairro São Cristóvão, sob a direção da professora Francisca Maria Almeida.

Com autorização da extensão de série (Minas Gerais 14/02/87 página 09, coluna 03), a Escola Estadual “Junto ao Instituto Barão de Camargo” passou a oferecer à comunidade a oportunidade de cursar, em uma mesma escola, as oito séries do ensino fundamental, bem como o Pré-Escolar.

A escola oferecia também o Ensino Especial e uma Oficina Pedagógica, para atender aos alunos portadores de deficiências múltiplas.

Com o aumento do número de alunos, A Prefeitura se comprometeu a fazer um novo prédio para o funcionamento de todas as séries num mesmo prédio.

O novo prédio foi construído em 1992, sob direção da professora Ana Luiza Magalhães Mapa. No mês de setembro de 1994, a Prefeitura tomou posse do novo prédio situado à Rua Padre carmélio, 100, Bairro São Cristóvão.

Por Decreto 35938 de 24/08/94, a escola passou a denominar-se Escola Estadual Barão de Camargo e a partir de fevereiro de 1998, a escola passou a funcionar juntamente com a Escola de Educação Infantil João Bolinha.

Em 1997, seguindo a Política educacional do Estado, a referida escola foi municipalizada, tomando então a denominação de Escola Municipal “Padre Carmélio Augusto Teixeira”.

Em 2011, devido à estrutura da encosta do prédio estar abalada, a escola voltou a funcionar no prédio da antiga FEBEM, retornando em 2015, após a construção de um anexo ao prédio antigo.

Em 2018, a Prefeitura Municipal de Ouro Preto realizou uma grande reforma, demolindo a parte condenada, construindo uma quadra, fazendo o fechamento ao entorno do prédio, além de outras melhorias.

p { margin-bottom: 0.25cm; direction: ltr; line-height: 115%; text-align: left; }a:link { }​